Assinatura RSS

Arquivo da categoria: Uncategorized

De setembro/2008

Publicado em

E se…

der tudo errado? Eu não sou otimista. Sonhadora talvez, mas otimista não. E (…) eu fico perdida porque ao mesmo tempo que faço mil planos, o pensamento que me manda ‘cair na real’ tá presente. Seria tão fácil pra mim se tudo fosse mais concreto, mais certo. Não é pedir muito! Certezas são tão simples. Tão complicadas…
E aquela frase “O que tiver de ser, será” perde totalmente o sentido diante do fato. Aliás, quem inventou não seguia os seus objetivos, explanei. Cruzar os braços e esperar acontecer? Que inútil! Destino não existe, sorte muito menos, tudo isso somos nós quem criamos e somos nós quem decidimos como haverá de ser. Portanto, se vai dar certo, ou não, só cabe a nós escolher. Como será, afinal?

 

Esse post é de 2008. E por incrível que pareça, meu eu de 15 não está tão distante assim do meu eu de 18, como eu pensava. Motivos e épocas diferentes, mas eu continuo exatamente igual. Não sei até que ponto isso é bom, mas em algum ponto deve ser.

Meu eterno amor

Publicado em

Meu eterno amor

Você não vale nada, mas eu gosto de você. E eu sei porquê. Porque você me proporciona domingos como esse, gritos e choros como os de hoje, palavrões como os de hoje. É porque eu te amo, meu amor. É porque meu sangue leva você, minha vida é marcada por ti e eu sou feliz por você ter me escolhido. Sim, você quem me escolheu, é uma honra poder fazer parte da tua história, como tu faz parte da minha.
Hoje, meu amor, você foi consagrado. Uma consagração que começou há um ano, quando foi pra guerra ferido, machucado, sofrido… e ganhou. Você se recuperou, cresceu, voltou mais forte que nunca, calando todos e me enchendo de orgulho. A última batalha, hoje, 5/12, você venceu. Venceu da forma que só você sabe, me fazendo sofrer, me fazendo contar os segundos até ouvir o apito final e ver a festa que eu tanto esperei. Foi difícil, claro, mas valeu a pena. Até porque, se não for sofrido, não é Fluminense.

(…) pois quem espera sempre alcança. Clube que orgulha o Brasil, retumbante de glórias e vitórias mil!

Eu te amo, Fluminense Football Club. E é assim até o dia em que eu morrer. :)

FFC – Tricampeão 70/84/2010.